sexta-feira, 30 de abril de 2010

ANIVERSÁRIO DO CAIC

No dia 30 de abril de 2010 o CAIC completou 14 anos de atenção integral à criança e ao adolescente. E com uma linda festa comemoramos esse dia especial, o CAIC se tornou grande graças ao trabalho de uma grande e competênte equipe. Parabéns a todos aqueles que transformam sonhos em realidade.
Parabéns ao Ensino Infantil que trabalha com os pequeninos com amor e carinho, iniciando os pequenos no mundo das letras e dos sonhos dos livros. Parabéns ao Ensino Fundamental que a cada dia vence os desafios e desafia nossas crianças e adolescentes a descobrir um mundo cheio de maravilhas, o mundo do conhecimento, parabéns ao núcleo da cultura que transforma sonho em realidade, movimento em arte, som em beleza, e através da dança, teatro, música e arte enche nossos olhos de cor, beleza e alegria, parabéns ao núcleo do trabalho e ensina o caminho do aprendizado para todos em qualquer idade, e que das mãos vazias faz brotar o trabalho que ao homem faz muito bem, núcleo do esporte que descobre e incentiva talentos, mostra que o corpo é um instrumento de trabalho e que pode vencer limites, mostra um lado da vida lindo e cheio de oportunidade, parabéns ao núcleo da alimentação e manutenção que prepara com amor e cuidado o nosso alimento, que proporciona um ambiente limpo e adequado para que possamos usufruir de tantas coisas e que às vezes nem nos damos conta de sua presença, por isso dizemos obrigada. Parabéns ao núcleo da saúde que cuida de cada um de nós, não apenas alunos mas de todos os moradores deste bairro, e que com seu trabalho melhora nossa qualidade de vida, ao projeto Pequenos Horticultores que trabalha para a formação de adolescentes, mostrando o quanto é importante o trabalho dos que produzem, com isso moldando caráter e formando cidadão conscientes. Parabéns ao suporte tecnológico que proporciona o acesso a um mundo mágico e desconhecido, aproximando a alunos, professores e comunidade às novas tecnologias, parabéns ao projeto entre na roda que através da artem enche nossa estrutura física de vida nos finais de semana.
Parabéns à equipe gestora:
Prof.ª Hilda Müller que com garra e amor luta pelo nosso CAIC.
Profª Marília que com determinação conduz nossa E. M. Aureliano Joaquim da Silva
Profª Ana Luiza que trabalha incansávelmente para que nosso CAIC receba os cuidados necessários para continue sendo exemplo de organização e funcionamento.
Profª Dinair que busca sempre melhorar a questão pedagógica do nosso CAIC.
Profª Regina que busca externamente todos aqueles que desejam contribuir para que a realidade CAIC sempre esteja sempre realizando sua função, trazendo sempre para nós os parceiros muitos especiais e que sem eles o CAIC não estaria alcança mais essa vitória.


sexta-feira, 23 de abril de 2010

segunda-feira, 19 de abril de 2010

HISTÓRIA DO AURELIANO JOAQUIM DA SILVA

A biografia original do Sr. Aureliano Joaquim da Silva, redigida de próprio punho por uma aluna da 4ª série, da professora Sônia Dutra F. Torquato, no ano de 1996, encontra-se na biblioteca do CAIC. Esta biografia é fruto de uma pesquisa realizada pelos alunos matriculados na 4ª série.

BIOGRAFIA DO SR. AURELIANO JOAQUIM DA SILVA
“Um exemplo de vida.”  - 1996
Produzido por:
• Texto: Alunos da 4ª série do 1º grau.
• Profª: Sônia Dutra F. Torquato.
• Redatora: Patrícia S. Oliveira
• Capa: Mozair José dos Reis
• Dir. Pedagógica: Bárbara Luisa Silva de Almeida Morais
• Dir. Geral: Luzia Marquez e Marques

Ituiutaba, junho de 1996

NOTA: O desenho da capa foi feito pelo aluno Mozair José dos Reis e revisto pela professora Sirlei Alves Barcelos Borges.

O trabalho foi executado a partir de uma fotografia antiga da fazenda do Sr. Aureliano Joaquim da Silva.

PARA: D. “Sinhá”, Dr. João Batista, Dr. Luiz Antônio, Dr. Antônio Luiz, noras e netos.

AGRADECIMENTOS:
- à família
- aos amigos

SÍNTESE BIOGRÁFICA

• Nome: Aureliano Joaquim da Silva
• Filiação: Antônio Miguel da Silva e Vicência Maria de Rezende
• Nascimento: 16/06/1931 e registrado em 26/06/1931
• Local: Fazenda Patos, Município de Santa Vitória
• Profissão: Produtor Rural
• Estado Civil: Casado
• Esposa: Sebastiana Arantes da Silva
• Data de Casamento: 23/09/1950
• Filhos: João Batista Arantes da Silva
Maria Elena Arantes (falecida)
Luiz Antônio Arantes
Antônio Luiz Arantes da Silva
• Falecimento: 26/01/1989

O MENINO

Em 16 de junho de 1931 nascia na fazenda Patos, no Córrego do Retiro, município de Santa Vitória, um garotinho a quem o Sr. Antônio Miguel da Silva e D. Vicência Maria Rezende, seus pais, deram o nome de Aureliano Joaquim da Silva. Era o sétimo filho do casal. Cresceu forte e saudável e sempre determinado, responsável e amigo de todos. Fez seus estudos na fazenda Bebedouro até a 4ª série do antigo Primário.

O JOVEM

A responsabilidade foi uma de suas características mais fortes.
Tendo perdido o pai aos sete anos de idade, assumiu o controle da fazenda, ajudando a mãe nos negócios.
Jovem ainda, casou-se, aos 19 anos com a prendada jovem D. Sebastiana Arantes da Silva, carinhosamente conhecida por “Sinhá”, no dia 23/09/1950, na fazenda Sucuri.

O ESPOSO
Cumpridor de seus deveres e obrigações, era o companheiro e amigo das horas certas e incertas. Sempre brincalhão, amava a família acima de todas as coisas.
Ao longo de sua vida viveu em harmonia com a esposa, sempre festeiro, simples, humilde e bom.
Ao seu lado tinha a companheira perfeita, a “Sinhá”, agradável, simpática e meiga. Juntos, com uma inabalável fé em Deus e na vida, constituíram um lar e uma família.
(Depoimentos de D. Sinhá)

O PAI
Pai zeloso, generoso, justo e severo. Soube como ninguém educar os filhos dentro dos preceitos da honestidade, da sinceridade, do amor ao próximo e do trabalho.
Ensinou desde cedo aos filhos que a escola era o lugar certo para o exercício da cidadania e, para tanto, não mediu esforços oportunizando o estudo para todos os seus filhos.
Em 1962, morando no município de Santa Vitória, mudam-se para Ituiutaba, a fim de que seus filhos possam estudar.
Já em 1969 mudam-se para Uberaba para que os filhos ingressem nos cursos superiores, onde João se faz médico em 1977 e Antônio Luiz se faz Engenheiro Civil em 1980.
(Depoimento de seu filho Dr. João Batista)

O SOGRO
O relacionamento do Sr. Aureliano com suas noras sempre foi muito fraterno, reinando entre eles carinho, amizade e muito respeito mútuo.
Guardam a saudade de uma pessoa muito alegre, humilde e um festeiro sem igual.
(Depoimento de sua nora Fabíola Maria)

O AVÔ

A saudade é grande, mas as lembranças do pouco tempo que juntos passaram ao lado do avô, deixaram em seus netos o exemplo de estar sempre bem disposto e pronto a ajudar os outros. Apesar de seus problemas pessoais, estava sempre contente.
Fazia questão de fazer as vontades dos netos, mas sempre com muita ponderação e sensatez.
Adorável contador de histórias, amigo sincero e, acima de tudo, um homem feliz.
(Depoimentos de suas netas Roberta e Raquel)

O AMIGO
A amizade verdadeira é o bem mais precioso da vida.
“Compadre” Aureliano sempre foi fiel às suas amizades e quando confiava em alguém era para toda a vida.
Nos negócios era honestíssimo e muito justo. Jamais foi capaz de prejudicar alguém; pelo contrário, era capaz de ser lesado a enganar alguém.
Homem sem preconceitos, incapaz de discriminar alguém.
Todos tinham vez em sua casa e em sua mesa.
(Depoimento prestado por Isabela Rezende da Silva – Madrinha do Antônio Luiz)

TRADIÇÃO
Aos 14 anos de idade, D. Vicência, mãe do Sr. Aureliano fez uma promessa em louvor a São Pedro de realizar todos os anos, ininterruptamente, através das gerações, uma festa no dia consagrado a São Pedro, 29 de junho, com muita reza, comidas, danças, jogos.
Cada ano um membro da família encarrega-se de realizar a festa.
Esta tradição permanece hoje e, segundo membros da família, jamais será esquecida.
Mantém vivo o espírito de fé e união entre todos os descendentes de D. Vicência.

OS FILHOS, NORAS E NETOS

• João Batista Arantes da Silva nasceu na fazenda, aos 23 dias do mês de junho de 1951. Iniciou seus estudos na fazenda e fez o primário na Escola Anjo da Guarda e a seguir, ingressou no Colégio Marden.
Satisfazendo ao grande desejo de ver os filhos formados, a família mudou-se para Uberaba, onde o jovem João Batista ingressou na Faculdade de Medicina, em 1971. Casou-se no dia 15 de dezembro de 1977, no dia de sua formatura, com a colega de faculdade, a Dra. Nancy Maria Nery Arantes. Tiveram quatro filhos: Fernando Nery Arantes, hoje com 17 anos e estudando em Uberaba e as gêmeas Roberta Arantes e Raquel Nery Arantes com 13 anos, estudando em Ituiutaba.
• Maria Elena Arantes da Silva falecia aos 7 dias de vida.
• Os gêmeos:  Luiz Antônio Arantes da Silva, nascido aos 10 dias do mês de outubro de 1953, no município de Santa Vitória. Formou-se em 1979 em Economia e Administração de Empresas em Uberaba. Casou-se com Edite Queiroz Santos Silva em 11 de dezembro de 1986. Tiveram os filhos: Adriana Queiroz Arantes, hoje com 13 anos e Aurélio Queiroz Arantes, com 11anos.
• Antônio Luiz Arantes da Silva nasceu aos 10 dias do mês de outubro de 1953 no município de Santa Vitória. Formou-se em Engenharia Civil em Uberaba. Casou-se com Fabíola Maria Oliveira Silva no dia 7 de junho de 1985. Tiveram duas filhas: Ana Cláudia Oliveira Silva, hoje com 9 anos e Camila Oliveira silva, com 6 anos, sendo a única neta que o avô não conheceu.

A PERDA
A doença veio assustadora e precocemente.
A tristeza e o desconsolo tomam conta de todos.
O câncer chegou fulminante e deixava a todos impotentes.
Várias foram as tentativas de suavizar-lhe a dor, preservando-o de aborrecimentos e tratamentos incômodos. Resignou-se à sorte e faleceu, com serenidade, aos 26 dias do mês de janeiro de 1989.

A JUSTA HOMENAGEM
Por indicação do vereador tijucano Joseph Tannous, é votada na Câmara Municipal de Ituiutaba a cessão do nome do Sr. Aureliano Joaquim da Silva ao CAIC de Ituiutaba. Fazem uma justa homenagem a um homem que, apesar de sua simplicidade, de seu pouco estudo acadêmico, soube tão bem nos dar exemplos de fé na Escola, como responsável por garantias de mudanças sociais e formação de seres capazes de exercer com retidão e dignidade a cidadania.

CONCLUSÃO
Hoje, os alunos de presente sentem-se felizes por trazer estampado no peito o nome do sr. Aureliano como patrono de nossa escola e através deste simples trabalho queremos garantir aos alunos do futuro, dados que serão preservados e mantidos com carinho, contribuindo para que seu nome jamais seja esquecido.
Sr. Aureliano, sabemos que jamais deixará de olhar por nossa Escola.
Que Deus o guarde sempre junto a si e que o senhor nos abençoe!


RELAÇÃO DOS ALUNOS QUE REALIZARAM A PESQUISA EM 1 996.


segunda-feira, 5 de abril de 2010

CONHEÇA A EQUIPE GESTORA

HILDA MÜLLER - Diretora Geral do CAIC

MARÍLIA -  Diretora da Escola

ANA LUIZA - Diretora Administrativa

DINAIR - Diretora Pedagógica

REGINA - Diretora Social

GESTÃO 2010

A EQUIPE GESTORA DO CAIC POSSUI A SEGUINTE FORMAÇÃO
DIREÇÃO GERAL: Hilda Müller
DIREÇÃO DA ESCOLA: Marília Abdulmassih
DIREÇÃO ADMINISTRATIVA: Ana Luisa Pineto
DIREÇÃO PEDAGÓGICA: Dinair Caldeira
DIREÇÃO SOCIAL: Regina Marques

A ESCOLA AURELIANO JOAQUIM DA SILVA

HISTÓRICO DA ESCOLA

A Escola Municipal “Aureliano Joaquim da Silva” – CAIC foi criada através do Decreto Lei Municipal 3.181 de 09/01/1996, tendo sido o seu funcionamento autorizado através da portaria SEE nº 1057/96, MG: 26/10/96.
Esta Escola está sediada no CAIC – Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente, no Bairro Novo Tempo II, na Rua Áurea Muniz de Oliveira, 175, para atender ao subprograma da Educação Escolar e da Educação Infantil.
Com isto, busca oferecer condições para que o processo de atendimento às crianças e adolescentes e de integração dos vários serviços públicos indispensáveis ao pleno desenvolvimento da infância e da adolescência ocorra, com o envolvimento da família e da comunidade, na responsabilidade conjunta do Estado, da Sociedade e da Família.
Sendo assim, a Escola Municipal “Aureliano Joaquim da Silva” – CAIC é um subprograma da Unidade de Serviço (U. S.).